6 de setembro de 2008

Democracias e Povo

Confesso que desconheço os fundamentos que levam algumas pessoas a questionar a democracia e a postular um outro regime político que, presumo, seja inaudito (porque aqueles com que temos sido historicamente brindados... vou ali e já venho...). Esta minha ignorância assenta numa dúvida crucial: a que regime «democrático» se referem essas pessoas?
Aos regimes tirânicos como o Zimbabwe ou Coreia do Norte, centrados na figura incontestável do chefe e numa hedionda máquina de repressão?
Aos regimes oligárquicos e totalitários como Cuba ou China, cuja pluralidade é registada na unidade do único partido admissível e a autoridade é conquistada por uma máquina de repressão eficaz?
Aos regimes oligárquicos e pró-totalitários como Angola ou Rússia, cuja pluralidade é garantida na unidade do único partido em condições de disputar eleições e a autoridade é conquistada pela repressão económica?
Aos regimes cujas cúpulas são dominadas por estruturas de clãs como a India ou Paquistão e a autoridade é conquistada pela repressão económica?
Aos regimes cuja ideologia dominante esgota quaisquer alternativas, como Israel ou os EUA e a autoridade é conquistada pela repressão económica?
Aos regimes work-in-progress dos países ocidentais, incomomodamente apanhados entre o ser e o dever-ser e a autoridade é conquistada pelo conforto?
É que, todos sem excepção, utilizam o termo democracia para designar as respectivas estruturas políticas. Talvez porque, em cada um deles, o povo é distintamente personificado, seja numa pessoa, num grupo de pessoas ou numa sociedade.
Por cá, parece-me que o conceito de povo, ainda assim, abarca uma maioria considerável da população: aquela que sobrevive acima do limiar da pobreza. Em contrapartida, no Zimbabwe e na Coreia do Norte, o conceito de povo é capaz de incluir 0,5% da população.

28 comentários:

Anónimo disse...

O que é a democracia?

Democracia é só a possibilidade de votar?
Democracia é não excluir pobres?

Acho que precisamos de inventar um outro sistema, um que ainda não tenha existido.

Já sabemos o que não queremos, já sabemos o que queremos, invente-se uma novo sistema político

Adolfo disse...

Proponho, então, um novo sistema. muito simples, por sinal. matem-se todos aqueles que discordem das nossas posições.

seria um descanço.

Adolfo disse...

porra, eu já fiz isso e a malta não gostou muito.

sempre me perguntei porquê...

Stalindo disse...

Adolfo, és ganda tóni!


a malta não gostou porque sobreviveu.

Quim Hill Chunga disse...

@ Stalindo

concordo plenamente.

eu tentei, mas os gajos são dificeis de apanhar...

Roberto Musgame disse...

pessoal, eu cá limpo tudo o que mexa. vacas, porcos, galinhas, colonos ingleses, opositores, tudo...ainda não foram todos, mas para lá caminha....

Fiel (d'armazém) Gastru disse...

ihihihih

o meu método é mais refinado...

os meus morrem à fome...orgulhosos, é claro.

sair, só a nado...ihihihih

tubarões, tubarões,tubarões,tubarões,tubarões,tubarões,tubarões,tubarões,tubarões,tubarões,tubarões,tubarões,tubarões,tubarões,tubarões,tubarões,tubarões,tubarões,tubarões,tubarões,tubarões,tubarões,tubarões,tubarões,tubarões,tubarões,tubarões....

Jorge Buxo disse...

Burros. sois todos uns burros.

eu cá mato os dos outros, e calo os meus com o medo que lhes incuto de que os outros (que eu já matei) lhes vêem fazer mal...

quem tem medo do lobo mau, lobo mau, lobo mau...

ijo de una gran puta de lo vecino de abajo disse...

porquer no os callais, cabrones????

vecino de arriba disse...

vete a tomar por el culo!!!!!!!!

(...) vecino de abajo disse...

uuuuuuuuuiiiiiiiiiii

vecino del lado disse...

então e eu?

atleta olimpico preto e gordo disse...

pessoal, eu cá gosto é da caminha.

paulo merdoso disse...

eheheheh...

eu cá fui ao pacote aos chavalos e agora ainda me querem pagar...

Ricardo Pentecostes disse...

eu vou tatuar as fuças do chefe do acampamento na nalga esquerda...

estevão aukins disse...

merda, eu já devia saber que isto de pôr a puta da cadeira de rodas a andar a vento solar ia dar mau resultado!

órike disse...

vendo zundap V5 de 1982 em óptimo estado. tem pala à frente.

contacto: estabelecimento prisional de évora

(o veiculo foi adquirido na modalidade de motajacking)

zé eduardo infeliz disse...

o paulo merdoso e o karlo truz vão apresentar o novo programa de entertenimento infantil da tvi. este programa vai para o ar todos os dias às duas da manhã e contará com a presença de convidados ilustres: médicos, advogados, juizes, politicos, etc. não percam, a rebaldaria e o deboche estão garantidos..

a laranja mecânica disse...

venham-me cá espremer, vá!

azai disse...

meus amigos, então os senhores não sabem que para poderem espremer laranjas mecânicas têm de ter o impresso modelo 7465893215,27 em dia?

vecino de abajo disse...

que te metas el impresso en el culo, cabron!

vecino del lado disse...

então e eu?

vecino de mas al lado disse...

então e tu o que, chóriçe?

Porteira disse...

calem-se que o cabrão do espanhol quer dormir!!!

Anónimo disse...

Será que podia ser um sistema em que a palavra LIBERDADE fosse usufruida na plenitude?

Anónimo disse...

E depois, ainda querem que acredite que a democracia é o melhor sistema político em simultâneo com vestir calças de tirele grosseiras sem ceroulas? Pois, porque se exceptuarmos comer uma bola de pregos de faquir, não há nada pior que ter as calças a espicaçar a pele.

Anónimo disse...

Será que é real que a liberdade plena?
O ser humano é um conservador por natureza, cobiça o que é do outro, critica desmesuradamente, aprisiona o outro, algema quem não segue as regras.
Não são as leis escritas, são as leis "sociais", que mais prendem

B

Maria da Fonte disse...

e se fôssemos todas entregar-nos ao amor e às novelas em vez destes assuntos chatos?