17 de janeiro de 2005

à tout propos (114)

DO QUE SE DIZ


"Nunca acreditei totalmente - ou sempre duvidei muito, para ser mais rigoroso - que a legislatura chegasse ao fim. Algo se passaria seguramente"(Pedro Santana Lopes, Jornal de Notícias, 15-01-05).

- Pois é, o hábito faz o monge e a experiência [faz] as leis....

___________________________________________

"Se não for nem pelo projecto, nem pelas equipas, nem pela credibilidade, então os portugueses estarão condenados a escolher simplesmente entre dois homens telegénicos" (Judite de Sousa, Jornal de Notícias, 15-01-05).

- Os portugueses estão-se barimbando... querem é saber da sua sandes de courato, da ida domingueira ao Colombo e do último modelo BMW. Com tantos anos, Judite, ainda te dás ao trabalho?

___________________________________________

"Não sou, fui ou serei nenhum comissário político" (Luís Delgado, Correio da Manhã, 15-01-05).

- E palhaço, sim?!

2 comentários:

Bandido ORiGInAl disse...

Caro ARV., mas V. Exa ainda pergunta? V. Exa é mauzinho!

O (Intestino) Delgado tem carta profissional de palhaço no Uzbequistão e no enclave de Nagorno-Karabak.

O mais grave é que V. Exa sabe disto, tal como eu e mesmo assim pergunta.

Salut

ARV disse...

A incredulidade prega-nos tropeções...