22 de março de 2007

A Fragilidade do Papel

Recordo-me quando Saddam Hussein ludibriou os cegos americanos em 1991, dispondo tanques de guerra erguidos em placas cartonadas e fazendo os invasores descarregar toneladas de bombas sobre tão ameaçadores armas. A alguns metros de distância eram autênticos e temíveis mas na verdade não passavam de tanques de papel.
Os tanques de papel continuam e mesmo que se grite por toda a parte que o rei vai nú, não importa, porque hoje é dia de festa...

2 comentários:

malmequers disse...

...então que se entre no espírito da festa. Pelo menos aproveita-se o banquete!

ARV disse...

... que não é nada barato...