28 de setembro de 2009

Eleições legislativas 2009

Afinal, a reflexão imposta na véspera das eleições terá sido indigesta para os simpatizantes do PSD. O CDS-PP agradece, quer a Manuela Ferreira Leite, quer ao Presidente da República. E às peixeiras e aos velhos saudosistas do tempo em que os pretos estavam nas colónias e o Salazar era como um bom e justo pai.


Apesar de perder a maioria absoluta, o PS teve «uma vitória extraordinária», nas palavras de Sócrates. Afinal, a célebre reviravolta hermenêutica de Álvaro Cunhal após cada acto eleitoral [«o PCP venceu»] fez escola, confirmada por esta declaração de vitória.

Com este resultado, esfumam-se os cenários de coligações ou acordos à esquerda. Em contrapartida, não será de estranhar se o CDS-PP repetir em bloco a convergência limiana em Fevereiro de 2000 (com o deputado Daniel Campelo). Várias vezes. Também o PSD, cuja liderança deverá mudar no próximo congresso, poderá vir a viabilizar as opções governativas. Contudo, os votos têm o seu preço e a direita far-se-á pagar caro...

Em suma, apesar de um dos principais objectivos da oposição ter sido alcançado - a queda da maioria absoluta - paradoxalmente, a vitória vai inteirinha para a direita porque é com ela que o PS vai passar a tratar... para desespero dos socialistas à antiga.

9 comentários:

Anónimo disse...

cdu venceu: aumentou o número de pessoas que votaram na coligação e aumentou em mais um deputado.

Alexandre disse...

... de acordo com essa visão que propõe o anónimo das 22:06, venceu a cdu (mais um 1 deputado), venceu o PSD (mais 3 deputados), venceu o CDS-PP (mais 9 deputados) e venceu o BE (mais 8 deputados).

Alexandre disse...

Adenda ao comentário anterior:

Ainda faltam apurar os 4 deputados dos círculos da emigração, normalmente disputados entre PS e PSD, embora aqui se verifique uma preponderância histórica dos sociais-democratas.

Anónimo disse...

Como alguém disse, é uma «vitória frouxa» a da CDU, num cenário de desemprego e fragilidade social. Jerónimo Sousa devia ambicionar muito mais. Se a CDU venceu, o que significa a duplicação de mandatos do BE que ainda há 8 anos eram 3 partidos e juntos não passavam de 1%?

Anónimo disse...

se o número de eleitores que votaram na cdu aumentou, isso é uma vitória

Anónimo disse...

E o que dizer da abstenção?

Anónimo disse...

a abstenção não aflige os simpatizantes comunistas... mas é afligida pelos mortos cujos nomes ainda estão registados nos cadernos eleitorais

Anónimo disse...

O PSD é que ganhou.. ou vai ganhar... um novo líder. Portugal continua a perder.

Anónimo disse...

21.50

a abstenção preocupa todos os partidos