9 de julho de 2007

De-Talhes (ATÉ AO FIM DO MUNDO)


… um caminho, ainda que por entre abissais gargantas de terra e vertiginosas cordilheiras, capaz de traçar estradas, romper barreiras e estender salpicos de civilização até aos píncaros mais inacessíveis e aos ermos mais trogloditas e desolados, só revelados pela intransigência humana.

1 comentário:

silk disse...

tenho de ir até ao fim do mundo. tenho, tenho.